Notícias

Embratur apoia planejamento de turismo em Santa Catarina

Vinicius Lummertz destaca o papel do setor para o desenvolvimento do turismo em Santa Catarina

Ao participar, nesta segunda-feira (26), do lançamento do programa de planejamento estratégico do turismo em Santa Catarina até o ano de 2022, o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vinicius Lummertz, destacou a importância da iniciativa, e garantiu que a Embratur dará todo o apoio possível para que resultados eficientes sejam alcançados.

Valdir Walendosky (Santur), Glauco Corte (Fiesc), Bruno Breithaup (Fecomércio-SC) e Vinicius Lummertz (Embratur)

Valdir Walendosky (Santur), Glauco Corte (Fiesc), Bruno Breithaup (Fecomércio-SC) e Vinicius Lummertz (Embratur)

“É muito bom que as entidades da iniciativa privada canalizem esforços com o governo do estado para que sejam cumpridas metas, em alinhamento com o que é apontado como tendência no movimento turístico mundial, que está cada vez mais exigente. Estaremos juntos em iniciativas como esta”, resumiu Lummertz.

O presidente da Embratur também anunciou que, assim como foi feito antes do verão de 2016, o Instituto vai investir em uma campanha publicitária para atrair turistas dos países vizinhos ao Brasil, de forma que o movimento no verão de 2017 seja ainda maior que o do ano passado, quando somente da Argentina saíram mais de 2 milhões de turistas, grande parte deles tendo como destino o litoral catarinense.

“O turismo se consolidou como setor vital para o desenvolvimento de Santa Catarina, representando mais de 10% da geração de riqueza do estado. O potencial de crescimento é capaz de produzir um ciclo virtuoso na economia, assegurando a geração de postos de trabalho e aquecendo a cadeia da indústria, comércio e serviço”, disse o presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Glauco Corte.

O trabalho foi desenvolvido pela Fiesc, Fecomércio-SC e Sebrae-SC. O estudo defende a valorização e o fortalecimento de 12 regiões turísticas catarinenses. Em cada região foi realizado um mapeamento que mostra a situação e o potencial em macros segmentos: turismo de orla, parques temáticos, regiões históricas e turísticas, turismo em áreas naturais e segmento MICE (Meetings, Incentives, Congress & Events).

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Topo