Destinos

Dia Nacional da Árvore – Cinco destinos para celebrar

Dia Nacional da Árvore marca início da estação das flores e tem como objetivo principal a conscientização sobre esse importante recurso natural

O Brasil figura entre os destinos turísticos mundiais mais procurados pela diversidade de suas matas, florestas, parques nacionais – inclusive urbanos – e reservas biológicas. Muitas destas áreas são protegidas e consideradas Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco.

As Áreas de Proteção Ambiental, em sua maioria, são exploradas pelo ecoturismo e turismo de aventura. A Floresta Amazônica, o Pantanal, o Cerrado, a Caatinga e a Mata Atlântica, simbólicos pela diversidade biológica de cada região, estão entre os biomas nacionais mais contemplados com áreas de proteção abertas à visitação, desde pequenas unidades de conservação aos grandes parques nacionais.

De acordo com a demanda internacional, 15,7% dos turistas de outros países que desembarcaram no Brasil em 2015, a lazer, foram motivados pela natureza, ecoturismo e aventura. Que tal de organizar e fazer parte deste grupo?

FLORESTA DA TIJUCA (RJ)

Floresta da Tijuca - Escada na Mesa do Imperador (Foto: Leonardo Shinagawa)

Floresta da Tijuca – Escada na Mesa do Imperador (Foto: Leonardo Shinagawa)

Localizada no coração do Rio, a maior floresta urbana do mundo ocupa 3.953 hectares de Mata Atlântica replantada pelo homem. É o parque mais visitado do Brasil com mais de três milhões de visitantes por ano. A floresta oferece desde áreas de piquenique e churrasco até voo livre, escalada, trilhas e cachoeiras. Entre os cartões postais, destacam-se o Morro do Corcovado, com a estátua do Cristo Redentor, uma das sete maravilhas do mundo moderno, a Vista Chinesa, a Pedra da Gávea, o Parque Lage e as Paineiras. O Parque Nacional da Tijuca apresenta 1.619 espécies vegetais como angico, quaresmeira, embaúba, paineira, ipê-amarelo, jequitibá, cedro, juçara, copaíba e pau-ferro entre outras.

PARQUE NACIONAL DO IGUAÇÚ (PR)

Crédito: Divulgação Embratur

Crédito: Divulgação Embratur

As Cataratas do Iguaçu estão entre os principais atrativos turísticos naturais do planeta, na tríplice fronteira do Brasil com Argentina e Paraguai. O parque abrange 14 municípios do Oeste do Paraná com área de 169.695 hectares de Mata Atlântica. O parque recebeu da UNESCO o título de Patrimônio Natural da Humanidade. As passarelas levam os turistas até as quedas de água. Os visitantes dispõem, ainda, de elevador panorâmico, sobrevoo nas Cataratas e passeios de barco. Além das exuberantes cataratas, outros atrativos são o Centro de Visitantes, Zoológico, Parque das Aves, Trilhas do Poço Preto e das Bananeiras, Salto do Macuco e Praça Santos Dumont, um dos defensores da criação do parque.

CHAPADA DIAMANTINA (BA)

Crédito: Divulgação Embratur

Crédito: Divulgação Embratur

O Parque Nacional da Chapada Diamantina, no centro da Bahia, tem área de 152 mil hectares, onde nascem os afluentes dos rios Paraguaçu, Jacuípe e Contas. Os turistas encontram dezenas de cachoeiras de águas transparentes, corredeiras e piscinas naturais. A exuberância da vegetação revela espécies da caatinga semiárida e da flora serrana. A Chapada Diamantina abriga 24 municípios como Lençóis, cidade histórica do ciclo da exploração de diamantes na região.

CHAPADA DOS VEADEIROS (GO)

Crédito: Divulgação Embratur

Crédito: Divulgação Embratur

A Chapada dos Veadeiros é uma das Áreas Protegidas do Cerrado que, juntamente com o Parque das Emas formam outro Patrimônio Mundial da UNESCO. O parque tem 65.514 hectares nos municípios de Cavalcante e Alto Paraíso de Goiás. No parque já foram identificadas 1.476 espécies de plantas das 6.429 existentes no cerrado. Além das trilhas e belas cachoeiras, há diversas atrações turísticas no entorno como o Vale da Lua (formação rochosa esculpida pelo rio São Miguel com aspecto “lunar”). O turismo místico na região é atribuído as exuberantes paisagens, concentração de energia pela afloração de quartzo e alinhamento com o paralelo 14, o mesmo que passa por Machu Picchu, no Peru.

FLORESTA AMAZÔNICA (AM)

Floresta Amazônica – Manaus

Floresta Amazônica – Manaus

A Selva Amazônica cobre 5,5 milhões de quilômetros quadrados dos 7 milhões de quilômetros da bacia amazônica. A maior parte da floresta está no Brasil (60%) seguida pelo Peru (13%). O restante fica na Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa. A maior floresta tropical do planeta concentra a maior biodiversidade do mundo. A Floresta é cortada pelo Amazonas, maior rio do mundo em volume de água. No encontro com o rio Negro, em Manaus, o Amazonas forma um raro espetáculo para os turistas: o encontro das águas barrentas e escuras que não se misturam. Manaus e Belém são as duas metrópoles amazônicas.

CURIOSIDADE

Jequitibá – Santa Rita do Passa Quatro

Jequitibá – Santa Rita do Passa Quatro

A árvore mais antiga do Brasil é um jequitibá de 3.020 anos, localizado em Santa Rita do Passa Quatro (SP). Os índios cultuavam as árvores no começo da primavera, época em que eles preparavam o solo para o plantio. A castanheira é a árvore símbolo do Norte. A carnaubeira, simboliza o Nordeste e o ipê amarelo, o Centro-Oeste. Já o pau-brasil é a árvore símbolo do Sudeste e o Sul tem como símbolo a araucária.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Topo